Artigos Culturais

A Despedida de Antonio Candido, O Maior Crítico Literário Brasileiro do Séc. XX

Na última sexta-feira, 12 de maio, o Brasil perdeu Antonio Candido, um dos seus maiores pensadores do Séc XX. Nascido no Rio de Janeiro, Antonio Candido de Mello e Souza foi um sociólogo, literato e professor universitário brasileiro. Estudioso de literatura brasileira e estrangeira, como crítico literário escreveu diversos artigos e resenhas sobre as primeiras obras de autores como Clarice Lispector e João Cabral de Melo Neto, além de outros que ainda não haviam alcançado notoriedade como Murilo Mendes e Carlos Drummond de Andrade.

Tornou-se autor de uma extensa obra crítica, muito respeitada nas principais universidades do Brasil. Dentre suas obras destacamos “A Formação da Literatura Brasileira”, obra que descreve a forma como a produção literária brasileira se desenvolveu diante das mudanças sociais e culturais do país.

Além de Professor Emérito da USP e UNESP, doutor honoris causa da Unicamp e da Universidade da República do Uruguai, Antonio Candido recebeu, dentre outros, o Prêmio Jabuti (1965 e 1993), o Prêmio Machado de Assis (1993), o Prêmio Anísio Teixeira (1996) e o Prémio Camões (1998).

Deixamos aqui nossa pequena homenagem e agradecimento a esse grande pensador que deixou, como uma de suas maiores contribuições, a certeza de que a literatura nacional é um importante instrumento com o qual se pode retratar a realidade de todos os cidadãos, independente de como estão inseridos no panorama global.

Os 11 Livros que Antonio Candido Considerava Fundamentais para Entender o Brasil